As Vantagens de ser Invisível


Olá meus amores! quanto tempo né? Nossa não sabia que faculdade sugava tanto tempo OMG... Mas vamos ao que interessa. Por esses dias pude ter o deleite de ler "As Vantagens de Ser Invisível" e claro tive de vim compartilhar esse prazer com vocês!


Resumo:

"Ao mesmo tempo engraçado e atordoante, o livro reúne as cartas de Charlie, um adolescente de quem pouco se sabe - a não ser pelo que ele conta ao amigo nessas correspondências -, que vive entre a apatia e o entusiasmo, tateando territórios inexplorados, encurralado entre o desejo de viver a própria vida e ao mesmo tempo fugir dela.

As dificuldades do ambiente escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, os dramas familiares, as festas alucinantes e a eterna vontade de se sentir "infinito" ao lado dos amigos são temas que enchem de alegria e angústia a cabeça do protagonista em fase de amadurecimento. Stephen Chbosky capta com emoção esse vaivém dos sentidos e dos sentimentos e constrói uma narrativa vigorosa costurada pelas cartas de Charlie endereçadas a um amigo que não se sabe se real ou imaginário

Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo".

Depois de tantas emoções e lágrimas causadas pelas páginas dos livros, os encantos do doce Charlie passaram para as telonas e ganharam rostos famosos e que interpretaram como ninguém esses personagens tão marcantes. Ezra Miller, Emma Watson e Logan Lerman deram vida respectivamente a Patrick, Sam e Charlie e não fizeram feio não. O filme conseguiu ficar pelo menos 90% fiel ao livro e o mais legal é que conseguimos nos identificar muitas vezes com o que eles retratam. 
A trilha sonora é um espetáculo à parte, recheado de muito rock n' roll e singles melancólicos conseguem nos transportar para mais além do filme. Destaco sem dúvida a música preferida de Charlie "Asleep" dos The Smiths que não conhecia, mas que agora não sai da playlist.


Como não amar e torcer?! *_*


Bem queridas espero que vocês desfrutem de boa leitura! ;*